sábado, 9 de janeiro de 2010

SAUDADES DOS MILICOS - NÊUMANNE PINTO NA MADRUGADA



É de noite que tudo faz sentido.
No silêncio eu não ouço meus gritos.
(Esperando por Mim - Legião Urbana).



Se Marx revolucionou o estudo da economia política ao apontar que a mais valia e o capitalismo tinham natureza ontológica, ou seja, estavam encrustrados em amarras de valores e práticas sociais, hoje (09/01/2010) de madrugada, pelas duas da manhã, José Nêumanne Pinto, deixou claro que o PIG também se revela como um fenômeno de natureza tal.
Deixando reflexões epistemológicas de lado, assisti o célere comentário de Nêumanne e ao fim, terminei mais que assustado, o comentarista em seu bloco "Direto ao assunto" falando da poposta da Presidência da República, que cria o Programa Nacional de Direitos Humanos.
Neumane não comentou, mas é importante salientar que a proposta, como todos sabem gerou rebuliço nos meios militares, resultado tensão entre o ministro da Defesa, Nelson Jobim, os comandos militares e o secretário nacional de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi.
Dois itens em especial irritaram os milicos:
a) a criação da Comissão da Verdade, que investigaria as circunstâncias em que crimes praticados por militares foram cometidos,
b) e uma suposta revisão da Lei de Anistia (o que não é bem assim).
Conforme Vannuchi tem salientado, a criação da Comissão da Verdade não é um ato contra as Forças Armadas, mas uma decorrência de posições de grupos ativistas de direitos humanos nacionais e internacionais que observam os crimes de tortura e outros como crimes contra a humanidade e desfavorecidos de prescrição. Ademais, é importante para um país, dar transparência a situações em que a conjuntura política não permitia pelo contraditório e pela publicidade pública, mínimo conhecimento das pessoas acerca de atos que praticados dentro do espaço da administração pública seriam passíveis de correição.
Para o comentarista do SBT, não se trata só disso. Segundo ele, o governo Lula estaria mediando uma afronta aos direitos de liberdade de manifestação e uma ameaça que comparado ao regime militar "café pequeno", como heuristicamente salientou.


Ademais, segundo Nêumanne Pinto, a nova lei de anistia representaria uma afronta direta a democracia.
Nêumanne não explicou direito isso, e também não saiu fora dos repetidos argumentos que já vimos pronunciados pelos articulista do PIG, o fato contudo, estarrecedor, e da mesma natureza provocativa como slogans "isso é uma vegonha", ou o seu particular "direto ao assunto", ou ainda, o metafísico "pelos poderes de Grayskull" é que ao final de sua fala, o nobre comentarista soltou uma provocativa indagação, conclamando reação: ONDE ESTÃO OS MILITARES? Ressoando a ironia daquele que rememora os tempos da brilhantina e deseja a volta de momentos de maior controle.
Bom, o término disso, todos sabemos. Com a mesma técnica de "máscula retórica marketípica" terminou com o bordão que nada significa na atual conjuntura: "direto ao assunto".

Segundo dizem os caboclos matutos, pra ir direto ao assunto, é além de reduzir o número de vocábulos para emitir uma mensagem é também necessário dar clareza e evitar o cinismo e meias palavras, do contrário, o que se gera, incomunicabilidade, ironia, ou impáfia (não é uma questão de ofensa ao comentarista, mas uma decorrência lógica de um comportamento tal). Caso não seja isso, seja mais claro Nêumanne, ou necessitará de uma gravação sonora em off, feito Ricupero ou Casoy para ser transparente.
Para corroborar que não estou exagerando, abaixo de sua face sorridente, uma frase foi ostentada por todo o tempo que passou pela transmissão do canal mais alegre do Brasil: "46 anos depois". Coisa assim, tem aparência de saudosismo. Que pena.

Isso é que dá ficar assistindo televisão na madrugada, enquanto outros trabalham: Willian Waack, Nêumanne e o Zé Alagão, afinal, lugar de vampiro é na madrugada. Aliás, até parece que eles combinaram; na quinta feira, agorinha: 07/01/2010, Willian Waack também caprichou, veja um artigo a respeito no Blog do PHA. Essa eu também assisti.

4 comentários:

  1. Agora o PIG criou a crise e quer o golpe. Bom, o Erasmo Dias já se foi sem ser julgado.

    Recomendo ótimo texto do Zé Dirceu sobre o Erasmo Dias, acho que foi um dos únicos que escreveram sobre a morte do milico, afinal, conheceu bem a 'linha dura'.

    http://www.zedirceu.com.br//index.php?option=com_content&task=view&id=8083&Itemid=2

    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Valeu pela dica. Li o texto. Bom, ele como testemunha que foi, podia como ninguém contar sobre esta figura carismática da política nacional.

    ResponderExcluir
  3. Esse Neumane não sabe de nada é um ditador, as criticas dele não tem sabedoria nenhuma, tenho pena do Silvio Santos de contratar esse tipinho.

    ResponderExcluir
  4. O cabeça-chata Neumane Pinto carrega em sua genética o conservadorismo e o preconceito dos neocons burgueses, que abre a boca a dizer besteiras, muitas vezes estimulando a violência e a intolerância, moldados na cultura coronelista do nordeste. Se bem que não é incomum vermos apresentadores de programas policialescos fazerem a mesma coisa. Que bandido foi feito para apanhar, que merecem morrer..coisas do tipo.

    ResponderExcluir